novelasco escreve para você

minha poesia

Textos


TRISTESA SEM FIM

O que faço com toda essa tristeza

Que aos poucos me dilacera à alma

E joga meu corpo em frangalhos

No mais fundo poço da saudade

 

O que faço com essa ausência

Que se faz presente em minha vida

Das dores da alma cheia de cicatrizes

Que transformaram minha vida

 

Se falas de ausência

Eu te falo de desencontro

Daquelas que a ausência sufoca

E que à alma dilacerada chora


 




 

 
novelasco
Enviado por novelasco em 08/08/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras