novelasco escreve para você

minha poesia

Textos


imagem da net 

POEMA PARA CRISTINA


Tu eras pequenininha, nem te lembras
Não podias me ver que já corrias
Em minha direção, perninha torta
Braços aberto para me encontrar
Eu te tomava no colo e te beijava
Eras o meu encanto, eu te amava tanto
Que todo dia tinha que te ver
Só então eu descansava
Lembro ainda que choravas muito
Quando eu ia embora e não te levava
Eras assim, vivias do meu lado
E eu de tudo fazia para te contentar
Era um brinquedo aqui um chocolate lá
E quando saia para viajar
Lá estava tu, tinha que te levar
Abrias a boca numa choradeira
Que eu ficava morrendo de pena
Agarrava no colo para te acalmar
No verão então para praia eu ia
E era um deus acuda tu não ir
E novamente a tia coruja
Te tomava nos braços e te sussurrava
Vem anjo meu, vem com tua IA
E foi assim por muitos anos
Tu para mim era a minha alegria
Crescestes, tudo mudou
O destino, as amizades ou desamor
Mas foi quando de ti mais precisei
Para mim virastes as costas e me deixou.
E para mim apenas restou
Lembrar da tua infância que passou
E da ausência cruel que impôs
E hoje vendo tuas fotos
Com saudades entendo
Que são tempos que não mais virão
Mas te guardo aqui bem aconchegada
Dentro deste humilde coração.


 


novelasco
Enviado por novelasco em 31/07/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras