novelasco escreve para você

minha poesia

Textos


imagem tirada da net

MIL PAIXÕES

Tive paixões de me levar as nuvens
Amores, todos arrebatadores
E quando chegavam ao fim
Partiam, sem deixar dor
Apenas o vazio
Que em nossas vidas a solidão trás
Porque será que nunca me importou
E porque toda paixão satura
Bate no peito a angustia
De ficar vivendo uma solidão a dois
E minha alma inquieta e insatisfeita
Teimava sempre em ficar livre
Para buscar outros amores
E assim, atingir a glória
Que ao corpo satisfaz
Para depois,
Tal qual animal irracional
Tornar a busca que a liberdade dá
Alma gêmea, se existes, onde andarás
Busca-la faz sentido a minha vida
Para curar todas as feridas
Que em minhas andanças
Por ti fez gerar
Porque minha pobre alma se cansou
E hoje convicta, tem toda certeza
Que em sua vida, nunca amou!

novelasco
Enviado por novelasco em 18/06/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras